sábado, novembro 18, 2006

Entert. e cultura a 18/11 - Livros

Atenção: Não pretendo criticar as obras que vou apreciando pois para mim isso seria demasiado arrogante e poderá levar muitas vezes aos leitoras a teram uma idéia errada (já que os gostos são diversificados). Sigam as vossas próprias escolhas portanto vou apenas tentar dar a conhecer e poderá ocorrer dar uma ou outra opinião PESSOAL dependendo exclusivamente dos meus gostos.


Livro do momento:

O Telescópio de Ambar de Philip Pullman (Editorial presença), o que vai mantendo as minhas escolhas dentro da literatura fantástica desde há muito. Faz parte de uma trilogia (ultimo livro), que cruza realidades alternativas, põe em causa a religião e mistura tudo com um pouco de ciência.

Links: http://www.philip-pullman.com/


Fica aqui a apresentação dos restantes que compôe a trilogia:













Antes desta colecção percorri a quadrilogia de livros do ciclo de Terramar da Ursulla K Le Guin (bem como o desfecho num último ivro lançado muito mais tarde - Num Vento Diferente).
Exponho aqui em baixo por ordem:

O primeiro livro refere as aventuras de Ged um jovem tratador de cabras que por designio do destino o irá se tornar num estudante de feitiçaria que por arrogancia irá libertar um grande mal no mundo o qual terá de enfrentar.

O segundo livro a personagem principal já não é Ged mas Tenar que é uma sacerdotisa bastante jovem nos tumulos de Aqueles-Que-Não-Têm-Nome que encontra Ged e este encontro irá alterar a sua vida. Este livro é mais profundo e visto de uma forma mais feminina que o primeiro

O terceiro livro segue o estilo do primeiro (aventura) em que com a companhia de um jovem principe terá de descobrir o que está a secar a fonte da magia no mundo. Esta aventura irá mudar complectamente o mundo sendo que subtilmente a história se desenrola á volta do jovem principe, já que este tem de cumprir o seu destino.

O quarto segue a estrutura do segundo, aprofundando emoções com a relação de Ged e Tenar (mais não digo, leiam..)


O ultimo livro vem na sequencia de que alguma coisa ficou por contar e aprofundar nos livros anteriores. Este livro é o mais profundo vendo de uma forma diferente o conceito da magia e o efeito no mundo bem como os conceitos de vida e morte. Este livro é mais complexo e rico seguindo o destino de várias personagens interligadas entre si.



Link: http://www.ursulakleguin.com/


Antes desta saga foi uma das maiores surprsas literarias que tive de forma positiva e um dos melhores livros do fantástico que li sendo que tive a mesma sensação de quando li os livros de Tolkien (nostalgia aquando das ultimas páginas).




Two magicians shall appear in England. The first shall fear me; the second shall long to behold me…

Tal como lendo Tolkien, este livro torna-se num tom que quase torna real a história que nos conta.

Passado no sec. 19 em Inglaterra, a magia é real mas em decadência. Cabe a Mr. Norrel tentar trazer e mostrar a importancia da magia novamente. Este conhece Jonathan Strange que se torna seu pupilo, A relação entre ambos vai se tornar complexa e uma ruptura torna-se evidente entre os estilos de ambos.

Poderia continuar por horas a escrever sobre este livro mas aconselho vivamente a pesquisar pelo mesmo na intenet.

Link: http://www.jonathanstrange.com

Não vou andar mais para trás no tempo desta vez mas prometo em breve referir outros livros que tenha lido já que tenho algumas sagas que estão em stand by.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home