sexta-feira, dezembro 01, 2006

Entert. e cultura a 01/12 - FILMES

Monty Python - And Now for Something Completely Different (1971)















Bem, o Gato Fedorento toda a gente conhece, mas quem conhece os pais da comédia absurda cujos os "sketches " aqueles se inspiraram? Os Monty Python.

Este "filme" não é mais que 90 min ds melhores "sketches" das 2 primeiras series e é hilariante e absurdo ao mesmo tempo, só se consegue amar ou odiar...

Alice (2005)














"Passaram 193 dias desde que Alice foi vista pela última vez.
Todos os dias Mário, o seu pai, sai de casa e repete o mesmo percurso que fez no dia em que Alice desapareceu.
A obsessão de a encontrar leva-o a instalar uma série de câmaras de vídeo que registam o movimento das ruas. No meio de todos aqueles rostos, daquela multidão anónima, Mário procura uma pista, uma ajuda, um sinal...
A dor brutal causada pela ausência de Alice transformou Mário numa pessoa diferente mas essa procura obstinada e trágica, é talvez a única forma que ele tem para continuar a acreditar que um dia Alice vai aparecer."

Como pai que sou, Alice transmitiu-me um sentimento de angústia, solidão e desespero. Não tenho sido dos maiores fãs do cinema português mas este filme conseguiu aliar boas criticas e boa aceitação do público, o que é raro hoje em dia e o que me atraiu para o ver. Foi igualmente aconselhado pelo meu amigo do blog "Primavera Eterna" (ver barra lateral).

Only Yeasterday (Omohide poro poro) - 1991















Okajima Taeko, de 27 anos, trabalha num escritório em Tóquio. A sua família, incluindo os avós, é natural da metrópole e, em criança, ela sentia inveja das colegas que, nas férias do Verão, saíam da cidade e iam para o campo. Já em adulta, decidiu adoptar uma "terra natal", através da família do cunhado, proprietária de terrenos em Yamagata, a cerca de 290km a norte da capital. Taeko passa uns dias na aldeia, pela segunda vez, para trabalhar na colheita de flores usadas como corantes em cosméticos. As memórias dos seus 10 anos perseguem-na.

Takahata Isao realiza este filme e revela uma mulher que é assombrada pela criança de 10 anos que vive em si e que não consegue calar mais. Todos os desejos e sonhos que esta mulher encerrou dentro de si todos esses anos, estão finalmente a saír para a realidade. Quem entende de cultura oriental vai perceber bem o significado deste filme.

Para mais informação deste filme e outros saídos dos estúdios Ghibli basta consultar o link da coluna lateral "Hayao MIYAZAKI Web"

4 Comments:

Blogger Dae-su Oh said...

Eu ainda estou para encontrar um filme português que goste.
Por enquanto continuo "racista" ao que é nacional. :)

2:40 da manhã  
Blogger MACP said...

Já viste o "A Janela" (Maryalva Mix) (2002), experimenta...

4:22 da tarde  
Blogger Dae-su Oh said...

Ainda não vi esse!Nem conhecia tal filme. Parece comédia, por o que investiguei.

1:18 da manhã  
Blogger MACP said...

Eu tenho esse filme, o melhor que já vi a retratar Lisboa e a gente de Lisboa. Várias historias de ujm homem contadas pelas várias amantes do mesmo. A mesma actriz faz das diversas amantes (incrivel camaleão) e o homem é sempre um actor diferente... tem a sua lógica. O fime é uma pedra!

10:15 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home