segunda-feira, janeiro 01, 2007

Aventura a 24/12

Uma última aventura antes do Natal, aproveitando a bela manhã de Sábado mais uma vez, para um belo exercicio matinal, bem como descoberta de novos horizontes para explorar.

Saíndo de setúbal novamente direito á Arrábida, passando pelas diversas praias (Figueirinha, Galapos, Portinho da Arrábida) e chegando ao cruzamento* o qual dá a escolha de subir a serra da Arrábida (direcção de Setúbal) ou de seguir direito a Azeitão, escolhemos esta última direcção.

Pouco depois o automóvel é mais uma vez abandonado, desta vez junto a uma entrada vedada para o vale magnífico que nos é apresentada do lado esquerdo.

A partir daí o itenerário iniciou-se, atrevessando a estrada para entrar num carreiro e iniciando uma longa, longa subida.




















Quando a subida se torna menos acentuada a vegetação começa a adensar-se (imagem anterior) e a alterar a paisagem, escondendo aos poucos o tom pálido da luz do Sol de Inverno.

Após atravessar a parte mais densa da mata, o carreiro seguido inicia uma descida, notando-se já ao longe as ermidas, parte do convento.




















Após a longa descida e já bem perto das ermidas, a vegetação volta a adensar e a descida continua (ver imagem anterior) até encontrar outro carreiro que se divide deste onde a existencia de escadas indicam a direcção do convento velho e das ermidas.

De qualquer forma, poucas vezes uso caminhos já pré feitos e segui através da mata até conseguir chegar a uma das ermidas (uma aventura deve ser isso mesmo).

de outra forma para quem quiser basta seguir os trajectos.

Resolvi fazer um pequeno passeio pela zona e aproveito para mostrar de seguida fotografias do convento velho e das ermidas














































































A forma mais rápida de chegar ao convento velho e de efectuar uma pequena visita nesta zona, basta seguir de automóvel até perto da entrada do convento novo e irá visualizar a entrada mesmo á beira da estrada (ver figura ao lado).

A partir daqui é só subir as escadas.

Fica de seguida a imagem da ermida mais conhecida, a qual fica mesmo na beira da estrada e um pouco de informação retirada do local acerca do convento velho e novo.



























Um último olhar sobre o convento novo, uma mancha branca no meio do verde da serra.

A partir daqui foi um longo, longo caminho pela estrada até ao automóvel.

Finalizou-se aqui mais uma aventura, para quem quiser saber mais, fica de seguida uma imagem com o itenerário assinalado a vermelho.





Legenda:

Caminho vermelho - caminho efectuado a pé (não inclui caminho de volta por este ter sido pela estrada, bastante visivel)

Circulo azul - local do convento velho e das ermidas

Circulo verde - cruzamento indicado em *













0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home