domingo, abril 05, 2009

Filmes a 05 Abril

O tempo passa e o tempo para posts continua a não ser muito e quanto mais tempo passa mais coisas ficam para colocar. Acabo por ter de dividir aos os filmes num antes de 05 de Abril e os depois (esse virão mais tarde, qd houver mais tempo). A lista é a que se segue:


El orfanato (2007) - O Orfanato















Laura assume a gerência do orfanato, onde passou parte da sua infância. Ali ela planeia, ao lado do noivo e do filho adoptado, construir uma espécie de retiro para crianças com necessidades especiais. Quando era criança, Laura foi adoptada e deixou para trás as amizades que conquistara no orfanato - o retorno desenha-se, portanto, como uma espécie de acerto pessoal. Os problemas começam quando o filho de Laura, Simón arruma amigos imaginários. No dia de uma grande festa, Laura, cansada das invenções de Simón, não lhe dá ouvidos sobre os tais amigos. O menino então desaparece. Laura resolve então investigar o desaparecimento, o que a leva a descobrir coisas tenebrosas sobre o orfanato.

Apesar de o filme não trazer nada de novo que outros filmes já não tenham trazido no género do suspense, o mesmo reúne algumas dessas idéias já inventadas de uma forma profissional e consegue mesmo arrancar alguns bons momentos de sustos. O desespero da mãe em busca do filho torna o filme de terror mais tenebroso e desesperante andando de mãos dadas com o drama. Muito bem conseguido

Gomorra (2008)














Baseado no livro de Roberto Saviano. Poder, dinheiro e sangue: são estes os “valores” com que os residentes da província de Nápoles e Caserta se confrontam todos os dias. Praticamente, não têm escolha, e são forçados a obedecer às regras do “Sistema”, a Camorra. Só uns poucos podem sequer pensar em levar uma vida “normal”. Cinco histórias são cruzadas, neste violento cenário, ambientado num mundo cruel e ostensivamente inventado, mas profundamente enraizado na realidade.

Um filme quase documental que segue alguns dos infinitos tentáculos da máfia e a sua existência como que tradicional e enraizada na cultura napolitana. Asssustadoramente realista e mostra que a realidade é mais inacreditável que a ficção.


Australia (2008)















No início da Segunda Guerra Mundial, Lady Sarah Ashley, a personagem central da história, parte de Inglaterra para ver como está o marido e a sua enorme manada de gado, na longínqua Austrália. Mas, ao lá chegar, descobre que ele fora assassinado. Agora proprietária de vastas terras e enormes quantidades de cabeças de gado, precisa de alguém que a ajude a gerir tamanha empresa. A solução chega na figura de um cowboy local…

Bem quem viu o Moulin Rouge sabe o que vai encontrar aqui, exuberância quase "barroca" de um género de filme que não se via algum tempo.Renasce alguns clássicos do passado tal como "E Tudo o Vento Levou", entre muitos outros mas de uma forma tão confusa e caótica que ainda estou sem perceber, cocktail sem sentido ou pintura abstrata? Sinceramente o estilo do realizador a meu ver enquadrou-se melhor com o filme Moulin Rouge.


The Curious Case of Benjamin Button (2008) - O Curioso Caso de Benjamin Button















Adaptado a partir da história de F. Scott Fitzgerald, sobre um homem que nasce com oitenta anos e regride na sua idade: um homem, como qualquer um de nós, que é incapaz de parar o tempo. O filme conta a história de Benjamin (Brad Pitt) e da sua incomum viagem, das pessoas e lugares que descobre ao longo do seu caminho, dos seus amores, das alegrias da vida e da tristeza da morte, e daquilo que dura para além do tempo...

Apesar de baseado no pequeno conto de F. Scott Fitzgerald, muito do enredo é novo, tanto que nem parece a mesma história.Apesar disso é uma história peculiar e diferente que apesar de nenhuma obra prima cinematográfica merece ser visto pela idéia.

The Duchess (2008) - A Duquesa
















Enquanto a sua beleza e carisma lhe trouxeram êxito, os seus gostos extravagantes e apetite por jogos e amor tornaram-na infame. Georgiana Spencer casou jovem com o distante e mais velho Duque de Devonshire, íntimo de ministros e príncipes, e tornou-se um ícone de moda, uma mãe devota, uma astuta figura política e a mulher mais adorada pelo povo. Mas no centro da sua história está uma busca desesperada por amor. Do caso amoroso condenado à partida com Charles Grey ao complexo ménage à trois com o seu marido e a sua melhor amiga, Lady Bess Foster, A Duquesa é uma história inteiramente contemporânea de fama, notoriedade e busca de amor.


História baseada numa antepassada da Pincesa Diana e como tal é assustador ver como a história natural é ciclica. Drama bem conseguido de forma profissional e competente. É bom saber que ainda se fazem bons dramas de época


28 Weeks Later (2007) - 28 Semanas Depois















Um vírus mortal aniquilou a Grã-Bretanha há 6 meses. Os Estados Unidos anunciam que a guerra contra a contaminação foi vencida, com a reconstrução do país tendo início. A 1ª leva de refugiados retorna ao país, o que faz com que uma família seja mais uma vez reunida. Porém um dos seus integrantes carrega consigo uma variação do vírus, ainda mais mortífero que o original.

Este é o "Jurassic Park 3" desta saga, o filme cai finalmente para a fasquia de série B de filmes, de zombies com mais capital que normalmente a série B tem. Mas desengane-se se pretendo ser negativo com este filme. É mais eficiente abraçar o tema desta forma, a série B tem uma coisa muito positiva que é ser um poço de idéias e tentativas sem restrições (a não ser as monetárias e estas nem sempre são as mais importantes) onde muitos e grandes realizadores e temas de blockbusters têm a sua origem. O filme é frenético e violento e as restrições poderiam ser ainda menos mas são as suficientes para não tornar o filme mau.

1408 (2007)

















O célebre novelista de terror Mike Enslin (John Cusack) acredita apenas no que vê com os seus próprios olhos. Mesmo depois de escrever uma série de best-sellers desacreditando os acontecimentos paranormais, nas mais assombradas e infames casas e cemitérios, em todo o mundo, ele não tem nenhuma prova real da vida… após a morte.
Mas as longas e solitárias noites de Enslin, sem fantasmas, estão prestes a mudar para sempre quando dá entrada na suite 1408 do notável Hotel Dolphin, para escrever o seu último livro, “Ten Nights in Haunted Hotel Rooms”. Apesar dos avisos do gerente do hotel (Samuel L. Jackson), o escritor é a primeira pessoa, em muitos anos, a permanecer no quarto supostamente assombrado.Outro best-seller pode estar iminente, mas como muitos heróis de Stephen King, primeiro terá de abandonar o seu cepticismo, começar a acreditar e confrontar os seus demónios para sobreviver à noite.

Baseado num conto de Stephen King este filme é puro terror desconcertante. Um dos melhores filmes de terror que tem saído ultimamente dos estúdios americanos.Paranoia, ilusões, alteração da realidade, no fundo e apesar de muito efeito visual, o filme é bastante psicológico e consegue traduzir bem esse sentimento para os espectadores. existe um fim alternativo o qual só se consegue em DVD visto ser mais péssimista que o fim estreado nos EUA. Esta é a versão que vi.


Tau ming chong (2007) - Irmãos de Sangue













~


Finais de 1870. O General Pang (Jet Li) encontra-se no alto das muralhas da cidade, vestido a rigor com o traje de Governador, e cheio de sonhos e ambições. Pang seguiu um caminho sem retorno: se tivesse feito outra escolha, talvez fosse mais tarde um dos heróis a derrubar o regime imperial da corrupta Dinastia Qing, ajudando a erigir uma nova China. Ele poderia ter mudado o curso da História... mas dois bandidos e uma mulher mudaram o curso da sua vida – ajudando-o a alcançar os seus objectivos, mas acabando por colocar em causa a sua demissão. Os dois bandidos são os seus fiéis irmãos de sangue, Zhao Er-Hu (Andy Lau) e Jiang Wu-Yang (Takeshi Kaneshiro). A mulher que se interpõe entre eles é a esposa de Zhao, Lian (Xu Jinglei).

Filme com 2 super estrelas do cinema oriental, acaba por ter mais pretensões de blockbuster e aqui acaba por ser mediano. O drama é aceitável e a acção também mas tenta agradar a todos os públicos e portanto acaba por ficar a meio da tabela.


Rambo (2008)















Vinte anos depois, “Rambo" (Sylvester Stallone) retirou-se para a Tailândia do Norte. Nas proximidades de Thai-Burma (Myanmar), a guerra civil com a maior duração da história da humanidade, o conflito Birmanês, vai já no seu 60.º ano. John Rambo vive agora uma vida solitária, simples, nas montanhas e nas selvas, a pescar e caçar.



Tudo muda quando missionários dos Direitos Humanos o procuram. Estes explicam-lhe que, desde o ano anterior, no troço até aos acampamentos dos refugiados, as forças armadas da Birmânia colocaram minas ao longo da estrada tornando o percurso demasiado perigoso. Rambo guia-os através do rio Salween para que possam entregar medicamentos e alimentos à tribo de Karen. Menos de duas semanas mais tarde, o pastor Arthur Marsh (Ken Howard) encontra Rambo e diz-lhe que os trabalhadores da Ajuda Humanitária não regressaram e que as embaixadas nada fizeram para os encontrar. Embora o exército dos EUA o tenha treinado para ser um soldado letal no Vietname, décadas depois, a relutância de Rambo para a violência e o conflito são palpáveis e as suas cicatrizes desvaneceram-se mas continuam, contudo, visíveis. Entretanto, o guerreiro solitário sabe o que deve fazer...


Sylvester Stallone volta em força e realiza este próprio filme. Este é um filme fora de época visto o género ter sido muito popular nos 80´s e Stallone revive o género (que lhe deu a fama que tem hoje) de forma fiel á série mas um pouco ajustado aos dias que correm. Para mim e ao contrário de muitos criticos, a mais valia acaba por ser a ultra violencia e sangue que dá uma perspectiva mais realista dos efeitos de uma guerra e menos "romântismo de herói" como no filme anterior. O herói é duro e sanguinário, acaba por ser uma arma que é largada para chacinar tudo e todos para atingir os fins. No fundo até tem coração mas uma arma é uma arma, serve para matar.



Chocolate (2008)














Uma jovem autista de nome Zen revela desde tenra idade uma aptidão anormal para as artes marciais apenas vendo televisão e vendo as aulas da academia de Muay Thai ao lado da casa. Zen é filha de Zin, esposa do chefe do crime mas que é apaixonada pelo gangster nº 8 mas que para manter a sua vida e a de Zin, abandona o país. Zin acaba por ter cancro e Zen com ajuda do amigo tenta ganhar dinheiro com impressionantes demonstrações para pagar os tratamentos da mãe.

Do realizador de Ong-Bak e fiquemos por este.

Chinjeolhan geumjassi (2005) - Sympathy for Lady Vengeance














Em 1991, Lee Geum-ja (Lee), uma estudante de 19 anos, é condenada pelo rapto e homicídio de uma criança de cinco anos, num caso que emocionou a nação, com direito a cobertura intensa pelos media. É libertada da prisão depois de cumprir uma pena de 13 anos. Durante esse período, abraça a religião e as suas acções em prol das outras prisioneiras, sacrificando o seu tempo e algo mais, com uma dedicação inabalável, valhem-lhe o epíteto de "Simpática Ms. Geumja". Em 2004, sai da prisão com um plano para executar e um objectivo claro e bem definido: a vingança.


Filme da trilogia de vingança de Park Chan-Wook, este é um filme de maior beleza (não fosse este um filme de vingança de uma mulher) e é bastante poético. Menos duro e mais sarcástico este filme apenas choca pelo final mas mesmo assim este é feito quase em tom de piada. Pessoalmente, apreciei mais o "Old Boy" mas mesmo assim recomendo vivamente este filme..

The Spirit (2008)
















Denny Colt, um homem que foi considerado morto, mas que na verdade vive secretamente como um combatente do mundo do crime. Determinado a manter as ruas da cidade de Central City em ordem, o vigilante persegue os vilões, e em particular, o pior deles, o psicótico megalómano Octopus. Apesar de se manter bem ocupado com a sua missão de “limpar” a cidade, o herói mascarado arranja sempre tempo para mulheres bonitas, mesmo apesar de nunca saber se elas querem seduzi-lo, amá-lo ou matá-lo... mas há uma mulher em que ele pode confiar, que nunca o trairá: Central City, a metrópole que o viu nascer, por duas vezes.


Frank Miller é o criador de "300", Sin City, revolucionou o Batman entre outros trabalhos em BDs de grande sucesso e qualidade. Não está em causa o seu trabalho nesta área onde já é um dos pilares da BD moderna. Agora na área da realização de filmes a história é outra...Este filme acaba por herdar o estilismo efectuado por Robert Rodriguez (com ajuda de Frank Miller) com o "Sin City" (este feito num ambiente noir perfeito e 100% fiel á BD mas bem adaptado ao cinema), mas o próprio ambiente acaba por ser a principal capa e única do filme. Por baixo não há mais nada, apenas a nudez de estilismo exagerado, uma história seca e interpretações de baixo nível apesar da presença de grandes nomes como Samuel L Jackson e Scarlett Johansson. Miller, fica-te pela BD que o pessoal agradece.


Watchmen (2009) - Os Guardiões
















Numa América alternativa de 1985, super-heróis mascarados são parte da estrutura comum da sociedade, e o Relógio do Juízo Final - que marca a tensão entre os Estados Unidos e a União Soviética - é permanentemente acertado em cinco minutos para a meia-noite. Quando um dos seus antigos colegas é assassinado, o vigilante mascarado Rorschach decide investigar um plano para matar e desacreditar todos os super-heróis do passado e do presente.


Eu sei que não posso ser isento nesta critica mas Watchmen como BD é considerada por muitos a melhor de sempre e eu se não concordar apenas considero uma das melhores de sempre. Como filme fiquei bastante apreensivo e julguei impossível o resultado ser positivo. Apesar de o "300" ter sido uma das melhores adaptações de sempre para o cinema (mesmo realizador), a BD "era mais visual do que "Watchmen" que é mais conteúdo. Apesar do receio após ver o filme fiquei simplemente atónito com a adaptação. Não só consegue ser fiel á história base da BD como consegue trazer o espirito que esta representa e tudo isto envolvido numa capa visual fantástica. Se podemos criticar o realizador foi apenas de não trazer nada de muito significativo "seu" ao filme em si, mas penso que o relaizador melhor fez, pois se existe algo perfeito, não se deve mudar. Para o "comum mortal" que nunca conheceu esta obra antes vai se sentir perdido mas se mantiver mente aberta vai delicear-se, se não, vai perder-se e odiar o filme. Para os conhecedores - Imprescíndivel.



Dung che sai duk (1994) (Redux) - Ashes of Time















Ouyang Feng (Cheung) é um intermediário que fornece serviços de assassínio, a partir do seu estabelecimento situado no deserto, por onde passam regularmente guerreiros interessados em ganhar dinheiro através das utilização das suas espadas. Huang Yaoshi (Leung Kar-fai), amigo de longa data, visita Ouyang todos os anos. Um dia, traz com ele um presente invulgar: um vinho mágico – chamado, idiomaticamente, "vida despreocupada" – que tem o poder de apagar a memória, mas acaba por ser o próprio Huang a bebê-lo. Cedo começa a esquecer-se. Esquece-se, inclusive, de quem é a pessoa com quem mais tarde bebe – o seu melhor amigo. Ex-melhor amigo, pois aquele que virá a ser conhecido por Espadachim Cego (Leung Chiu-wai), foi por Huang atraiçoado. O Espadachim Cego aceita trabalhar para Ouyang porque não tem dinheiro e quer voltar à sua terra natal a tempo de ver o florir dos pessegueiros, uma última vez antes de perder a visão. Entre os clientes de Ouyang contam-se Murong Yin (Lin) e o irmão Murong Yang (Lin). Este quer mandar matar Huang, por ter abandonado a irmã, Yin, depois de prometer casar com ela. Por sua vez, Yin quer matar Yang, alegando que o irmão quer destruir a relação entre ela e Huang.

Filme desconhecido de Wong Kar-wai e com menos sucesso e penso que compreensivamente. Filme bastante poético, simbólico e artisitico e talvez por isso muito dificil de seguir a começar pelas cenas de acção e a acabar nas relações psicológicas entre as diversas personagens (foram frequentes as vezes que tive de voltar atrás no filme). Filme fiel ao realizador mas que para mim não está ao nível de um "Chunking Express" ou "Fallen Angels" do mesmo. Interessante para quem aprecie os filmes deste realizador. A versão que vi foi a nova (Redux) que é suposto ser a definitiva com alterações tais como côr digital para acentuar a fabulosa fotografia.


Gake no ue no Ponyo (2008) - Ponyo on the Cliff by the Sea













Sōsuke um menino de 5 anos e Ponyo uma princesa peixinho-dourado que deseja muito tornar-se humana. Um dia Ponyo foge do seu lar no oceano e vai parar na encosta onde Sōsuke a encontra e promete protegê-la para sempre.

Miyazaki foi influenciado pelo conto A Pequena Sereia de H.C. Andersen, além de inspirar-se na lenda japonesa Urashima Taro. Seu filho Gorō serviu de base para a construção do personagem Sōsuke (o que torna peculiar o tema visto que Hayao pelo que é afirmado pelo filho, foi sempre um pais ausente). A cidade do filme foi baseada no Setonaikai Kokuritsu Kōen um famoso parque japonês.

Mais um filme que não posso ser isento em termos de gosto, sou "quase" um fã incondicional dos filmes do relaizador Hayao Miyazaki, já que de todos os filmes que fez apenas um não apreciei ao ponto de achar um excelente filme. Todos os restantes são para mim dos melhores filmes que já se fizeram em animação. Este é mais um filme para acrescentar á restante lista. Filme mais leve e positivo que já conheci deste monstro da animação japonesa, parece mais orientado para as crianças tal como o "Totoro" incluindo muita fantasia exuberante por vezes em ritmo alucinante que só mesmo no imaginário do realizador poderia existir. O filme é uma autentica festa mas para quem procura simbolismos e complexidade (A viagem de Chihiro) aqui não vai achar. Para familias e amantes de bons filmes de animação - Imprescíndível

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home