sábado, abril 04, 2009

Livros a 04 Abril

O mundo dos duendes e das fadas não está tão distante como imaginamos. Por vezes basta atravessar uma linha invisível para descobrir que podemos encontrar princesas petulantes, mochos horripilantes, senhoras que passam todo o seu tempo a bordar maléficos destinos ou deparar-nos com bosques sombrios e casas funestas que mudam de aparência constantemente.

Entre os heróis e heroínas que povoam estes contos de fadas podemos encontrar o duque de Wellington ou Maria Stuart, rainha da Escócia, assim como personagens que já habitavam o livro anterior – sem dúvida uma das obras mais brilhantes e originais dos últimos anos – como o próprio Jonathan Strange e o legendário Rei Corvo.


Depois de um dos melhores livros de fantasia que li, esta colectanea de 8 contos que nos dá a conhecer melhor o mundo mágico e paralelo criado por Susanna Clarke. A única pena é de ser saber a pouco... é como uma entrada de uma refeição gourmet, pequena mas saborosa. Fantasia, ironia, sátira, comédia e uma escrita peculiarmente inteligente é o que se pode encontrar com este livro - Altamente recomentado (imprescindível para os amantes da fantasia)

Com este livro, o professor Reischauer, um antigo embaixador americano no Japão, explora as raízes do país desde a seu nascimento tumultuoso até ao culminar do seu desenvolvimento moderno que o transformou numa das nações mais poderosas e peculiares da actualidade.

Este livro emprestado por um amigo consegue condensar de uma forma perceptível a evolução histórica e social do país, as suas evoluções e desaires. A politica é algo que é focado de uma forma bastante inteligente e extensivo (chegando a mesmo a ser massivo e maçante).





Dune é um romance de ficção científica escrito por Frank Herbert e publicado em 1965. É considerado uma das maiores obras de ficção científica de todos os tempos. Duna ganhou os prémios Hugo e Nebula no ano de sua publicação. O romance rendeu ainda uma série de mais cinco livros escritos por Herbert e inspirou um filme dirigido por David Lynch, duas minis-séries de televisão realizadas pelo Sci Fi Channel, jogos eletrônicos e uma série de prequelas co-escritas por Brian Herbert, o filho do autor, e Kevin J. Anderson.

Tentar falar sobre este livro é como atravessar o infinito deserto de Arrakis, é uma experiência incomensurável. O livro não é só uma história de ficção científica, é um trabalho que joga com a mente, debate religião e filosofia e abre os horizontes. Altamente recomendado e imprescindível para os amantes da ficção científica

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home