sábado, janeiro 20, 2007

Viagem a 12/01

Desde Outubro que não fazia nenhuma viagem digna de nome e após ser possível arranjar 3 dias livres (fim de semana + 1 dia de férias) foi efectuada uma viagem de automóvel entre Portugal e Espanha, tentando-se aproveitar ao máximo o pouco tempo que existia.

De automóvel pela E-90 e penetrou-se no Alentejo até chegar a Espanha, e daí continuou-se em direcção a Madrid.

O destino pretendido era Serra de Gredos mas devido a atrasos na ida só chegamos perto do fim do dia á zona e então foi feito um desvio para baixo em direcção a Toledo já que era a cidade mais próxima e portanto mais simples para arranjar hotel.

Aí ficamos (Hotel Beatriz) e aproveitamos um pouco da noite para jantar e conhecer a cidade, que mesmo de noite se revelou bastante bela, revelando-se como uma cidade antiga protegida por rios.

De manhã fomos conhecer um pouco mais a cidade (durante pouco tempo já que não era o destino principal), a qual nos deslumbrou, fica aqui algumas poucas fotos:


Uma rua de Toledo













Um artifice a efectuar em ouro, o ornamento de um prato (herança deixada pelos árabes)












Catedral de Toledo


















Mais uma foto de rua de Toledo (muita alusão aos tempos passados)












Mais uma das ruas da cidade



















Ponte de San Martin













A viagem continuou então em direcção á serra de Gredos, fazendo o caminho de volta até perto de Talavera e daí, um desvio direito á serra (N-502).

Seguimos pela estrada na direcção de Arenas de S. Pedro, passando ao lado da Vila e apanhando o desvio á esquerda em direcção a Barco de Avila (AV-924).

Uma tentativa de subir ao ponto mais alto da serra (um desvio á esquerda) mas a estrada acabou pouco tempo depois e o resto do caminho teria de ser pé (20km), uma aventura para outro dia...de qualquer forma as paisagens são arrebatadoras

Continuando o caminho, passando por Barco de Avila e indo a caminho de Bejar, efectuou-se um pequeno desvio para subir até á estação de ski de La Cotovilla, a perto de 2000 mts de altitude.

Todas estas tentativas de forma a poder ver neve, a qual parecia existir em alguma quantidade mas sempre fora do nosso alcance, sempre ao longe....

Ficam aqui algumas fotos:


Uma foto da subida seguido de 2 fotos da tentativa de subida ao ponto mais alto (2032 mts) - pontos onde a estrada acabou.
































Uma foto tirada de perto da estação de ski de La Covatilla sobre as montanhas ao redor












Fotografia da estação de ski













Daqui a viagem seguiu para Salamanca (mais uma cidade que desconhecia), onde arranjamos um hotel (Hotel San Polo) que ficava mesmo encostado ás ruinas históricas da igreja romanica de San Pablo(sec. XI) e bem perto do centro histórico.

Tal como em Toledo estava um frio de arrepiar mas igualmente demos um passeio nocturno para conhecer.

No dia seguinte efectuamos uma visita mais alargada á parte histórica da cidade , sendo que o centro pareceu ter ficado intocável com o passar dos séculos, mostrando o seu esplendor com inúmeros monumentos e ruas antigas.





















Em cima á esquerda, a Catedral Nova, á direita o convento de San Esteban Los Dominicos.

Ao lado uma foto do museu de art nouveau e art deco.









Uma das ruas da cidade com a visão da Catedral Nova


















Foto tirada de dentro da Catedral

Por baixo, á esquerda uma foto do interior da Casa das Conchas e á direita, mais uma foto de rua da cidade






























Mais uma foto do interior da Catedral referida













Uma foto da ponte romana













Foto do hotel e das ruinas referidas












A partir daqui, seguiu-se directo para Portugal, via Guarda, e fazendo uma pequena passagem na Serra da Estrela.

Aproveitou-se para comprar um queijo de ovelha, uma broa de centeio e um frasco de doce de abóbora.

Nada de neve na serra mas o teleférico estava a trabalhar e atendendo a pedidos de uma miuda de 4 anos, assim fomos. Não estavamos á espera de o teleférico avariar e ficarmos retidos entre 10 a 15 minutos parados com temperatura negativa. O pior foi mesmo o caminho inverso já que apanhamos vento de frente... uma aventura dificil de esquecer.





















Por cima á esquerda, a figura esculpida nos anos 40, na rocha, pelo escultor António Duarte representando a Nossa Senhora, á direita uma fotografia na torre.

Já aqui ao lado uma foto tirada do teleférico momentos antes de ficarmos retidos








Uma outra fotografia tirada do teleférico













E mais outra













Já na descida da serra, uma pequna barragem













Após esta aventura o rumo foi de volta a casa.

Ficam 3 mapas de seguida a dar um pouco a visão da viagem efectuada.


Visão geral da viagem
















Primeira parte na serra de Gredos














Segunda parte

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home