sexta-feira, novembro 02, 2007

Viagem a 15-18/10 - Astúrias e Pirenéus

Mais uma ficha, mais uma viagem e nada como umas mini férias para "mudar de ares"...

Desta vez voltamos a nossa pontaria o Norte de Espanha, para 2 sitios que já há muito ansiava por visitar, as Astúrias (berço da reconquista da peninsula ibérica) e os Pirenéus (quem não se lembra do Bel e Sebastião?).

Assim foi, pontaria feita, disparou-se rumo a norte, passando a fronteira e, perto de Oviedo, curvou-se direito a Este, passando Cangas de Onis, entrando em Mestas de Con e poucos km depois (já fora do mapa do GPS!) finalmente chegamos ao Hotel rural Sucuevas (aproximadamente 900 km de viagem).








O Hotel (ver foto ao lado) fica bastante perto do Parque Nacional Picos da Europa, sendo o mesmo de turismo rural , género de hotéis que proliferam na região. Neste dia apenas deu para dar um salto a Cangas de Onis (antiga capital do Reino das Astúrias até o ano de 774). Fadas, duendes, bruxas, entre outras criaturas mitológicas, Sidra (bebida alcoólica á base da fermentação da maçã), cultura celta (Onis vem da palavra celta onna que significa água), são coisas que se notam ser muito ligadas á região.


Segundo dia, subimos aos "Picos da Europa", maciço rochoso que passa dos 2500mts de altitude.

Este cenário foi o palco do último fôlego de resistência ao avanço da conquista da penisula ibérica por parte dos Mouros e foi daqui que se iniciou a reconquista da mesma, após a vitória de Pelayo na batalha de Covadonga. Foi visitada "La Santa Cueva", a Basílica de Santa María la Real de Covadonga e os lagos.











































Fotos acima, de um dos muitos riachos da região rica em água, estátua de Pelayo e da gruta de Covadonga.

Ao lado, o Santuário.








Uma visão acima das nuvens...













Um dos lagos dos Picos da Europa - Enol













Outro dos lagos (Ercina)












Ainda no mesmo dia seguimos sempre para leste em direcção aos Pirinéus, passando pelo País Basco (Euskal Herria em Basco), dotados de uma entidade cultural muito própria e única na Europa.


Chegamos no final do dia ao Hotel Bujaruelo em Torla , situado na entrada do Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, perto da fronteira com França.











Torla é mais um pequeno paraíso na Terra muito conhecida entre os caminhantes e adoradores da Natureza.










No dia seguinte introduzimo-nos mais dentro do vale de Ordesa ao longo do rio Arazas, apreciando a paisagem florestal e os gigantes de pedra com mais de 2000 mts de altitude que envolvem o profundo vale (Monte Perdido com mais de 3000 mts) .









Paisagem idílica de bosques pintados de verde e dourado

















Saindo do vale, seguimos directo para a fronteira, trespassando os Pirenéus.

O tempo mantinha-se excelente e podia-se até (tal como nas Astúrias) andar de t-shirt no ponto alto do dia - estamos em Outubro (?).

Neve só mesmo ao longe nos picos mais altos resguardados da luz forte do Sol.




Passámos então para França e visitámos a cidade mais próxima, Lourdes, pequena cidade aos pés dos Pirenéus, conhecida por motivos similares a Fátima (também houve aparições a uma criança, Bernadette Soubirous).
Após uma breve visita ao Santuário (como o tempo passa!!!!!), rumámos pelo caminho inverso (com algumas atribulações devido ao súbito nevoeiro que surgiu nomeio dos Pirenéus em que a estrada com a sua minúscula largura não ajudou).
























A parte divertida acabou com o final do dia, uma longa viagem de volta a casa no dia seguinte nos esperava (cerca de 1100 km que durou todo o dia).










Mapa da viagem (muuuito por alto)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home