domingo, março 30, 2008

Viagem a 22/03- Varios Alentejo

Mais uma escapadela de 1 dia para desanuviar e mais uma vez a regiões relativamente perto de casa para que assim fosse possível em tão curto espaço de tempo.

Uma pequena paragem em Reguengos de Monsaraz em que encontrámos uma igreja de uma arquitectura peculiar, de espírito romântico da época gótico-manuelina. A igreja Matriz de Santo António datada de 1887.

Seguimos de imediato para uma aldeia de conhecimento internacional que fica perto de Reguengos de Monsaraz - Monsaraz.

"Vila" amuralhada com habitações em xisto e cal, situa-se no alto de um monte como ultimo reduto de defesa ante a infindável planície alentejana.






















Monsaraz deriva da designação de influência árabe, “Monte Xarez (estevas), fica situada nas proximidades do rio Guadiana e compreende qualquer coisa como 120 habitantes.

É um bom exemplo do que se pode fazer a nível de turismo em Portugal, a "vila" está extremamente bem cuidada e fez me lembrar do exemplo de Óbidos (ver post).






Visto de cima, toma o formato oval de um barco sendo que no seu extremo é delimitando pela praça de armas, onde se erguem as edificações da alcáçova e a torre de menagem.









Uma visão sobre os grandes lagos criados pelo Alqueva.

De seguida seguimos para outra vila para almoço visto que Monsaraz estava tomada de assalto por turistas e na sua grande maioria espanhóis.

Mourão é mais uma vila de origem medieval e igualmente comporta um castelo que infelizmente não passa mais de um conjunto de muralhas em bastante estado de degradação.



Tivemos 2 surpresas nessa vila, a primeira e mais estranha foi que ao entrar no restaurante, vimos várias fotos do Marco Paulo, facto que só entendemos mais tarde ser normal pois este é natural da terra. A segunda foi que estava a decorrer um concurso de coral alentejano (nada mais alentejano). Movimentos lentos a desconciliar com o tom do trovão das vozes do grupo, vozes estas a entoarem como uma só.

Seguem-se fotos do castelo.



























































Vista de cima do terraço de uma das torres sobre a Vila.


O ponto final da viagem era perto de Évora para visitar as ruínas romanas de Pisões mas infelizmente pelas contas de tempo restante e hora de fecho das visitas não seria possível chegar a tempo. Como já disse uma vez (e apesar de já haver melhorias) só se pode visitar este país no Verão.



Acabamos por apenas seguir até Serpa onde tentei igualmente fazer uma visita ao castelo, mas mais uma vez e como se vê na foto abaixo o castelo também havia fechado...

Finalizou o azar com uma bela de uma chovada torrencial e o que assinalou como hora de voltar para casa...





0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home