sexta-feira, maio 16, 2008

Entret. e cultura a 21/05 - BD

Bem já tinha uma pilha de BD para ler e tive de parar de ler livros para poder pôr em ordem.

Cá vai, em primeiro lugar e na sequência de livros da Marvel da colecção de ultimates, aparece o melhor titulo dessa onda - Ultimates, que é uma versão ultimate dos Avengers.

Adquiri a colecção completa incorporada por 4 TPBs (encadernações) - Ultimates 1 - Super Human e Homeland Security.


Ultimates 2 - Gods and Monsters e Grand Theft America.

Opinião pessoal? A melhor linha de Ultimates e talvez umas das melhores sagas que já vi de super heróis.

Mark Millar e o desenhador Bryan Hitch fizeram uma revolução (talvez até demasiado) nos comics dando um ar pós 9/11, dark e bastante adulto. Altamente recomendado


















Mais um clássico em revista, arranjei o TPB do V for Vendetta (já havia visto o filme e fiquei com muita curiosidade) escrito por Alan Moore e desenhado por David Lloyd.

"Remember, remember de 5th of November,
The gunpowder treason and plot,
I know of no reason why the gunpowder treason,
Shoud ever be forgot"

A acção desenrola-se num futuro alternativo, pós 3º guerra mundial. África e Europa foram devastadas, Inglaterra sobreviveu mas a que custo? O caos estava instalado, a ordem era necessária, e foram os grupos fascistas que a tentaram restabelecer sob a forma de ditadura. Erradicando a cultura, controlando os media, criando campos de concentração para as minorias étnicas, radicais de esquerda, socialistas e homossexuais, a liberdade não passava de uma palavra vazia na boca de todos, uma memória do passado. As situações de caos e negritude social trazem o florescimento de esperança e combate à opressão, desta vez na forma de uma figura teatral sempre sorridente que engloba as artes e felicidade desaparecida. Não tive a mínima forma de escapar a comparar o filme e a BD e apesar das diferenças óbvias e estilos diferentes, não acho que o filme põe em causa a BD, muito pelo contrário, fomenta curiosidade em ler a obra integral. A par do Watchmnen esta obra é mais um "monstro" na área da BD e é um claro produto de época na Grã Bretanha de então - Altamente recomendado













Este volume caiu nas minhas mãos quase como que por acidente e a titulo de empréstimo. Fiquei imensamente curioso numa BD feita em Portugal em tom de caricatura mas documental com os feitos de "Portugas" em terras estrangeiras, desta feita no Dakar.


Tenho a indicar que não é bem o meu género de BD e a mesma tem uma estrutura que não me agradou contado em pequenas histórias nem sempre bem articuladas e demasiado caricaturescas. De qualquer forma foi agradável e divertido saber as peripécias dos "Portugas" no Dakar. Acho que se fica a conhecer bem o espírito luso nesta BD.

Schuitten e Peters novamente (já havia falado de outro volume dos mesmos criadores no passado) e este é o primeiro volume do ciclo As Cidades Obscuras. Não está ao nível de outros que já li tal como a Sombra de um Homem ou a Menina Inclinada (dos mesmos criadores) mais recentes, mas nota-se aqui as sementes de qualquer coisa grande que irá trazer mais tarde o reconhecimento desta série como uma das melhores da BD Franco Belga. Mais uma vez é o retrato de um homem em luta contra as imposições geométricas e repetitivas da realidade quotidiana, a tentativa de fuga á imposição social que nos transforma em simples marionetes. Vale a pena a leitura

Conan Volume 5: Rogues in the House

O Cimério encontra-se envolvido em intrigas na cidade estado. Este é preso por roubo e quando lhe oferecem um bilhete para a sua liberdade, este aceita mas para o conseguir terá de primeiro efectuar um favor que lhe poderá custar a vida.

Mais um volume da série do Conan com a incrível arte de Cary Nord mas infelizmente um pouco diluído por um estreante na revista que será o novo desenhador Tomas Giorello. Apesar de parecer um bom desenhador, Cary Nord já está a deixar saudades...




Algumas histórias "stand alone"de Kurt Busiek desenhadas por variados artistas. Não tem a fabulosa arte de Cary Nord mas gostei particularmente de 2 histórias relacionadas com o bárbaro mas em que este não é o protagonista, a primeira a história de um rapaz que ganha coragem com a valentia de Conan tornando-se e morrendo como um herói desconhecido sem glórias. A arte não impressionou. A segunda que refiro é a história do elmo mais conhecido de Conan ao longo da sua existência. Muito interessante e a arte não está má. Uma lufada de ar fresco para desenjoar a série.

Prequela da série original "Fables", esta "1001 Nights of Snowfall" da Vertigo vem contar a história da Branca de Neve aquando da sua ida a terras árabes para pedir auxilio contra o "Adversário" em que acaba por caír no papel de Scherazade, obrigada a contar uma história por noite de modo a salvar a sua vida. As histórias que conta tem a ver com o seu passado ou pequenas histórias com outras personagens saídas dos contos de fada.

Confuso? Fábulas é uma série que se passa nos dias de hoje em que se descobre que todos os contos infantis têm um pouco de verdade, já que algures em 1800 estas personagens vindas dos contos infantis fugiram da sua terra para a nossa realidade de modo a não serem totalmente aniquilados pelas forças invasoras do "Adversário". As séries têm sido vencedoras de alguns Eisner Awards e sinceramente abriu o meu apetite para conhecer mais este Mundo.

Cabra-Cega de Max Cabanes é um livro que compreende várias histórias em que a personagem principal é um rapazinho à beira da adolescência que pouco a pouco vai descobrindo as artimanhas da vida e da sexualidade. este livro está recheado de sentimentos autobiográficos em que relata a difícil mas excitante passagem da infância para a adolescência. A arte está muito boa sendo de igual qualidade o sentimento transmitido, deixando é certo muito por onde explorar.



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home